Os 72 Nomes de Deus | Kabbalah Centre Portugal

Os 72 Nomes de Deus

 

O antigo kabbalista Rabbi Shimon bar Yochai escreveu no Zohar que foi Moshe, , e não Deus, que dividiu o Mar Vermelho, permitindo que os israelitas escapassem por pouco do Faraó e o seu exército egípcio. Para conseguir este aparente milagre, Moshe combinou o poder da certeza com uma tecnologia espiritual muito poderosa. Possuía uma fórmula que literalmente lhe deu acesso ao reino sub-atómico da natureza.

A fórmula que Moshe utilizou para superar as leis da natureza permaneceu oculta no Zohar durante 2000 anos.

Esta fórmula chama-se os 72 Nomes de Deus. Não são nomes como Betty, Guilherme ou Bárbara, mas 72 sequências compostas por letras hebraicas que possuem o poder extraordinário de superar as leis da natureza sob todas as formas, inclusive a natureza humana. 

Embora esta fórmula esteja codificada na história bíblica literal da divisão do Mar Vermelho, nenhum rabino, estudioso ou padre tinha consciência do segredo. Era conhecido apenas por um punhado de kabbalistas – que também sabiam que quando chegasse a altura certa, a fórmula seria revelada ao mundo.

 

Agora, passados aproximadamente 2000 anos de ocultação, pesquisadores contemporâneos também podem aceder a este poder e esta energia, estudando e invocando os 72 Nomes de Deus.

Cada um destes 72 Nomes consiste numa sequência de três letras que atuam como um índice de frequências espirituais específicas. Basta olhar para as letras, ou fechar os olhos e visualizá-las, para se conectar a estas frequências.

Utilizando uma metáfora física para descrever o que acontece quando se utilizam os 72 Nomes, imagine um diapasão, uma ferramenta utilizada para estabelecer um tom preciso. Quando aproxima um diapasão de outro que não esteja a vibrar, o segundo começa a vibrar devido ao fenómeno chamado “transferência simpática”.

Os 72 Nomes funcionam como diapasões para fazer reparações ao nível da alma. Na prática, isso significa que não tem que passar por alguns dos testes mais exigentes da vida, basta sintonizar o seu corpo e a sua alma para as frequências espirituais que os seus olhos não vêem.

 

Para aprender a lidar com o poder dos 72 Nomes, juntamente com os propósitos para os quais podem ser utilizados, recomendamos a leitura de Os 72 Nomes de Deus: Tecnologia da Alma, de Yehuda Berg. Mesmo que não consiga falar ou ler hebraico, pode iniciar e experimentar milagres incríveis.