Reencarnação | Kabbalah Centre Portugal

Reencarnação

 

Quando nascemos neste mundo, é-nos dada a quantidade exata de tempo necessário para completar o nosso trabalho espiritual. Cada um de nós possui tarefas específicas para realizar, e estas podem ser diferentes para cada um, mas a Kabbalah diz-nos que a nossa transformação pode ser completada numa só vida. Temos tempo suficiente, mas também não temos tempo a perder. 

Infelizmente, a maioria de nós não utiliza o tempo da melhor forma. A vida quotidiana distrai-nos do nosso maior propósito. À medida que os anos passam, podemos alcançar parte da nossa transformação, ou talvez nenhuma. Mas o fato é que a maioria de nós parte desta vida sem completar a tarefa que veio realizar. Podemos até ter avançado na direção oposta, distanciando-nos do nosso propósito.

A Kabbalah ensina que regressaremos a este mundo em várias encarnações, até alcançarmos a transformação completa.

 

O trabalho incompleto nesta vida é transportado novamente para uma vida futura, até que a tarefa de transformação seja realizada. A reencarnação é um princípio fundamental da Kabbalah. O mundo e o lugar que ocupamos nele não podem ser compreendidos sem este princípio fundamental.

Como sempre, o que é verdadeiro para uma única alma humana também é verdadeiro para toda a humanidade. Enquanto qualquer um de nós ficar aquém no processo de transformação, continuaremos a participar do ciclo de nascimento, morte e renascimento – assim como a humanidade como um todo – até existir uma massa crítica de pessoas realmente iluminadas que eliminem a dor e a morte para sempre.

 

A possibilidade de reencarnação não é uma licença para ignorar as nossas responsabilidades espirituais nesta vida. Pelo contrário, a reencarnação deve ser um incentivo para completar as nossas tarefas espirituais o mais rapidamente possível, para tratar do trabalho de transformação e viver vidas mais altruístas e compassivas. Apenas assim podemos sair da engrenagem de chegadas e partidas do mundo e libertar-nos da dor que inevitavelmente a acompanha.