A Bênção de uma Mudança na Consciência | Kabbalah Centre Portugal

A Bênção de uma Mudança na Consciência

No início da Porção Vayera, os anjos, após terem sido alimentados por Abraão, dizem-lhe que vai acontecer um grande milagre dali a um ano: ele e a sua mulher Sarah, que passaram a idade fértil há muitos anos e toda a vida tentaram ter filhos, vão ter um filho. É dito que Sarah riu quando ouviu isto; e o Criador fica zangado e diz: "Por que razão está a Sarah a rir-se de Mim? Há alguma coisa que Eu, Deus, não possa fazer?” Depois é dito que Sarah nega que tenha rido.



Qual é o segredos desta história?



Os kabalistas ensinam uma coisa muito importante. Sabemos que para que qualquer Luz seja revelada, tem de haver um recipiente. No entanto, um recipiente não é apenas um desejo verdadeiro; é também a certeza de que algo pode ou vai acontecer. Há uma diferença muito grande entre desejar que alguma coisa aconteça e ter a consciência de que é possível.



Sarah ouve o Criador a dizer através dos anjos: “Vou abençoar-te com uma criança.” E embora ela não duvide, nem por um momento, que a Luz do Criador pode fazer qualquer coisa, também sabe que uma grande bênção só pode vir se ela tiver recipiente para a acolher. Então, ela diz ao Criador a verdade: “Desejo isto. Não há nada no mundo de que eu não desistiria para ser capaz de ter um filho. Mas se eu for sincera comigo mesma, não tenho a consciência de isso ser uma possibilidade.” Então Sarah pede ajuda ao Criador, porque ela sabe que uma pessoa não pode rezar por algo que, na sua mente, é impossível.



Como tal, não é que o Criador esteja aborrecido nesta história, em vez disso diz a Sarah: “Entendes que não tens o recipiente para isso, e porque estás a pedir por essa bênção de uma mudança de consciência, vou dar-ta.” O Criador envia a Sarah uma bênção de consciência para que ela possa realmente acreditar na possibilidade de que irá ter uma criança. E depois, ela é capaz de pedir isso e ter um recipiente no qual receba essa bênção.

 


É uma visão completamente diferente da história de Sarah e da sua interacção com o Criador. Na verdade, ela nunca se riu perante a possibilidade, nem o Criador se aborreceu  por ela se rir. Ela estava simplesmente a ser sincera na sua consciência, ao dizer ao Criador: “Sei que o podes fazer, e sei que o queres fazer. Mas tenho de ser sincera e olhar para dentro e ver que não tenho um recipiente para esse milagre. Não tenho qualquer consciência real de que, para mim, é uma possibilidade.” Sarah sabia que por mais que o Criador lhe quisesse dar essa bênção, enquanto não fosse uma consciência real na sua mente, ela não poderia vir. Por isso, ela pede ao Criador que a ajude, que mude a sua consciência e, nessas palavras, o Criador imbui a capacidade da consciência da Sarah mudar. Ele concede-lhe a bênção de uma mudança de consciência em que ela chega a um ponto e pode dizer, pela primeiro vez na sua vida, que acredita que pode ter um filho; é tudo aquilo de que ela precisava, porque no momento em que atingiu esse entendimento, ela obteve o recipiente. Ela rezou, e atraiu a Luz da bênção de um filho para ela e para Abraão. É o que pode acontecer no Shabbat de Vayera.



Com isto, aprendemos algo incrivelmente importante: desejar alguma coisa por si só, talvez até desejar isso mais do qualquer outra coisa nas nossas vidas, nada significa se não tivermos o recipiente da verdadeira certeza de que é possível tê-lo ou que isso aconteça. Sarah está ciente dessa realidade, por isso pede ao Criador para lhe concede a bênção de uma nova consciência. E o Criador dá. Então, ela tem o recipiente e é capaz de rezar por ela e engravidar.



Essa é a dádiva do Shabbat Vayera: não desejar milagres, porque todos nós desejamos milagres, mas sim, o entendimento de que o desejo nada significa, a menos que tenhamos a consciência de que o que desejamos é realmente possível. Precisamos saber que, se não tivermos essa consciência, não temos esse recipiente real e não podemos chegar lá sozinhos. Mas no Shabbat Vayera, podemos dizer ao Criador: “Eu não o tenho, por favor, dê-me a consciência deste milagre. Então saberei que posso orar por isso e recebê-lo." As bênçãos de todos os milagres que desejamos estão prontas. A única coisa que precisa de mudar é a nossa consciência de que isso pode realmente acontecer. E uma vez que entendamos que não temos essa consciência, podemos pedir e recebê-la. Então, quando a recebemos, os milagres acontecem, como aconteceu o milagre de uma criança para Sarah.

 

Por Michael Berg