Luz brilhante no mundo | Kabbalah Centre Portugal

Luz brilhante no mundo

La Luce che Risplende sul MondoBem-vindos ao mês de Leão. Os que têm a sorte de ter um Leão nas suas vidas, sabem que eles são impetuosos, magnânimos, pessoas generosas com corações enormes e muita energia.


O signo de Leão é governado pelo sol, que aquece todos os planetas no nosso sistema solar. Sem surpresas, os Leões adoram ser o centro das atenções. Gostam de elogios, embora às vezes possam ter um temperamento ardente. Além disso, também assumem — para melhor ou para pior — que eles sabem o que é melhor para si próprios e para aqueles que o rodeiam.


O objetivo espiritual para cada um de nós este mês é ir contra os nossos instintos leoninos: é fazer marcha atrás, é ser um pouco mais silencioso, é não acreditar que sabemos tudo. Só Deus sabe, todos nós ocasionalmente mergulhamos de cabeça primeiro em certas situações, antes de percebermos que não sabemos como sair delas, por isso a ideia aqui é manter a boca sob vigilância e os ouvidos abertos. Além disso, devemos ouvir as pessoas que nos rodeiam e que tentam transmitir-nos uma mensagem para o nosso caminho.


Além disso, não devemos ficar surpreendidos este mês se começarmos a sentir-nos anormalmente inseguros nos nossos empregos, famílias ou relacionamentos. É porque a energia de Leão pode deixar-nos super preocupados com o que as outras pessoas pensam de nós.


Quando esse sentimento de insegurança nos atinge, lembremo-nos que as pequenas ferramentas — oração, meditação, os 72 nomes de Deus, mesmo um passeio à volta do quarteirão — podem ajudar-nos a reconectar com a centelha da Luz interior, a levar-nos para outro nível de consciência, e permitem-nos abordar qualquer situação que enfrentemos a partir de um lugar mais forte e mais proativo.


Em termos de energia, há uma polaridade este mês. Por um lado, há um grande potencial de força e positividade, mas ao mesmo tempo há uma grande agitação no mundo. Não vamos esquecer que não estamos separados do que está a acontecer em redor do mundo ou da dor que o nosso vizinho sente do outro lado da rua.



Quando orarmos, meditarmos ou fizermos seja o que for para nos conectarmos com o nosso poder superior, lembremo-nos também de enviar energia de cura e protecção para todos os lugares e pessoas que vivem no meio de batalhas e do caos no mundo.


Embora possamos não ser capazes de parar fisicamente o caos que está a acontecer, o que podemos fazer é controlar a nossa própria consciência. Podemos decidir ser a pedra que cai na água, criando ondulações de positividade que se estendem muito além de nós mesmos.


Chodesh tov (desejando-lhe um bom mês).
 

Por Karen Berg