O Criador Disse-lhe | Kabbalah Centre Portugal

O Criador Disse-lhe

Há um ensinamento na porção de Vayeshev acerca do entendimento de que nada nunca nos acontece; até mesmo a coisa mais terrível que a pessoa possa faze vem diretamente do Criador. E assim que o compreendamos, podemos trazer milagres para a nossa vida, porque enquanto culparmos outra pessoa pelas coisas que nos fizeram, em vez de os vermos imediatamente como vindos da Luz, impedimo-nos de os receber.



Quando olhamos para a história em Vayeshev, Joseph podia ter uma lista muito longa de pessoas a quem culpar. Os seus irmãos tentaram matá-lo e venderam-no como escravo; a mulher de Potiphar tentou seduzi-lo e quando ele não lhe sucumbiu, acusaram-no de violação, e ele foi, subsequentemente, enviado para a prisão. Depois, quando ele estava na prisão, pediu ajuda ao administrador do vinho e é dito que o administrador do vinho se esqueceu dele.

Por que razão Joseph teve de passar por aquilo tudo? Porque enquanto ele culpasse os outros, não poderia tornar-se  Joseph, o Justo, um canal para grande Luz e milagres neste mundo. Portanto, Joseph teve de passar por este processo para remover qualquer sensação de acreditar que era uma vítima. Após ser vendido pelos seus irmãos, após ter sido falsamente acusado e ir para a prisão, ele podia ter culpado todos eles. Em vez disso, Joseph compreendeu que tudo vinha diretamente da Luz do Criador.



Há uma história do Rei David no segundo Livro de Samuel, capítulo 16, que clarifica ainda mais este ensinamento:

O filho do Rei David, Absalom, virou-se contra ele e decidiu que seria ele o rei. Houve uma revolta e o Rei David foi obrigado a fugir com os seus soldados. Ele fugiu para Bahurim e quando lá chegou, Shimei ben Gera, um familiar do Rei Saúl, saiu e começou não só a amaldiçoar o Rei David, mas também a atirar-lhe pedras, assim como a todos os soldados que o rodeavam. Depois, Shimei ben Gera disse ao Rei David: “Por que razão tudo isto te está a acontecer? Por que razão é que o teu filho está a tentar matar-te, por que razão estás a fugir para te salvares? Porque expulsaste o Rei Saúl do seu reino. Portanto, estás a ser punido por Deus por todas as coisas terríveis, negativas que fizeste. O Criador vai dar o reino ao teu filho Absalom, e a razão por que isto está acontecer é porque és uma pessoa malvada, um assassino.”


Um dos soldados do Rei David, Abishai ben Zeruiah, ouviu isto e perguntou-lhe: “Por que estás a permitir que o cão morto ( referindo-se a Shimei ben Gera) se comporte desta forma, que fale assim contigo, que te faça isto? Deixa-me ir cortar-lhe a cabeça.” O Rei David disse a Abishai ben Zeruiah: “Interpretaste completamente errado. Ele está a culpar-me e a fazer-me isto porque - ki Hashem amar lo kalel – o Criador lhe disse para o fazer. Então, se o Criador lhe disse para o fazer, como podemos nós culpá-lo, como podemos zangar-nos com ele, como podemos até querer fazer-lhe mal?”



É uma afirmação incrível, e que espero todos tenhamos em mente ao longo das nossas vidas - ki Hashem amar lo kalel: “O Criador disse-lhe”. O Rei David compreendeu que tudo é da Luz do Criador, e que o Criador disse  a Shimei ben Gera para o amaldiçoar. O Rei David realizou, ao longo da sua vida, muitas grandes ações espirituais e revelou uma tremenda quantidade de Luz. No entanto, é dito no Midrash que não foi até esse momento, quando o Rei David disse ki Hashem amar lo kalel, “o Criador está a mandá-lo agora mesmo fazer-me isto” que ele se tornou um grande canal de Luz e atingiu o seu propósito neste mundo.


Portanto, não podemos alcançar o propósito pelo qual viemos também a este mundo, por muita Luz que revelemos, até que cheguemos a este nível  de ki Hashem amar lo kalel, sabendo que o Criador nos está a enviar a pessoa ou a situação, e que não há ninguém a quem culpar. Vem do Criador para nós, portanto é para nosso bem. E quando chegamos a esse ponto, não só atingimos o propósito pelo qual viemos a este mundo, mas também nos abrimos aos milagres. Porque enquanto culparmos outra pessoa por algo que nos acontece, não seremos capazes de trazer grandes milagres para as nossas vidas ou para este mundo.



Muitos de nós sabem este conceito mas não estão verdadeiramente a vivê-lo. Podemos começar a trabalhar para isso na próxima vez  que alguém nos faça ou diga alguma coisa desagradável, afastando qualquer pensamento de vitimização, ou de raiva contra ela; em vez disso, lembrarmos que essas palavras, ki Hashem amar lo kalel, estão a vir diretamente do Criador. E se fizermos isto com consistência, podemos ambos finalmente crescer até ao nível atingido pelo Rei David e abrirmo-nos para atrairmos milagres ilimitados.

 

Por Michael Berg