Um Primeiro Passo | Kabbalah Centre Portugal

Um Primeiro Passo

Esta semana, no Shabbat de Sukkot, vamos ler a mesma porção que lemos durante o Chol Hamoed de Pesach. Num primeiro olhar, tal pode parecer um pouco redundante. Não lemos já sobre isso há seis meses? Porque teremos que lê-la de novo?


Os kabbalistas ensinam que os meses de Nissan (Aries) a Elul (Virgo) são considerados meses masculinos, uma época para plantar sementes, um tempo para ideias novas e para planear. Os meses femininos, Tishrei (Balança) até Adar (Peixes), é o período em que acabamos de entrar, a partir de Rosh Hashana. Estes são considerados os meses da manifestação.


Todos nós temos estado a percorrer a nossa própria jornada nos últimos seis meses. O estudo espiritual e o trabalho interno que temos feito, com sorte, deram-nos determinadas ideias sobre quem queremos ser, como queremos comportar-nos, que tipo de futuro queremos criar para nós mesmos e, possivelmente, até para o mundo. Agora é a hora de tomar essas ideias, as sementes que plantámos com a nossa consciência, e começar a agir sobre elas.


Como é que vamos fazer isso? Bem, Felizmente temos a ajuda do universo. A razão pela qual lemos a mesma porção agora, no início dos meses femininos, tal como fizemos no início dos meses masculinos, é dar-nos um impulso extra de energia para nos ajudar a entrar neste novo período com o pé direito.
A um nível prático, para si e para mim, tudo o que é preciso é dar um primeiro passo. Muitas vezes, quando se trata de manifestar as várias ideias que temos, tentamos assumir tudo de uma vez. Geralmente isso causa-nos um esgotamento que nos leva de volta ao princípio; no entanto, se tivéssemos simplesmente dado um primeiro passo, teríamos progredido em direcção ao nosso objectivo.


Nestes próximos sete dias, descubra uma coisa que você pode fazer para avançar em direcção às suas ideias e agir sobre estas. Por exemplo, digamos que decide começar a estudar o Zohar. O primeiro passo pode ser obter o Zohar! O segundo passo pode ser o de desembrulhar o Zohar, segurá-lo nas mãos, para sentir a sua energia, e para ver o que lhe traz à mente. O terceiro passo pode ser o scanning, em seguida lê-lo e, eventualmente, estudar a sua sabedoria.


É assim que se faz uma grande mudança... um pequeno passo de cada vez.

 

por Karen Berg